Categorias









Artigos » Sociedade

Câmara Municipal de Évora inaugura monumento às vítimas da Inquisição



 Câmara Municipal de Évora inaugura monumento às vítimas da Inquisição

 
 
O Diário de Notícias online publicou hoje um artigo, certamento por engano, com o título "Évora inaugura memorial aos milhares de vítimas da Inquisição".
 
E no início do artigo, pode ler-se: "Os milhares de vítimas da Inquisição portuguesa passam, a partir de hoje, a ter um monumento em sua homenagem na cidade de Évora."
 
E digo certamente por engano, porque o tema da inquisição, dessa corja, desse bando de assassinos que sob a batuta da igreja espalharam o terror durante séculos na sociedade portuguesa, é dos que mais me espanta, pelo silêncio, melhor direi pelos silêncios que tacimente toda a comunicação social impõe.
 
Como é possível que uma tragédia como esta que durou séculos, em que uma sociedade inteira é subjugada por uma corja da pior espécie, seja hoje abafada, ao ponto de tanta gente nem saber o que se passou?!
 
A única razão por que a Igreja (esta ou qualquer outra), mas no caso estamos a falar desta, não continua a queimar pessoas vivas, é porque com o advento da revolução francesa, esses criminosos foram posto na ordem (onde não há Estado de Direito, campeia a violência e a crueldade, veja-se o caso do daesh).
 
E convém não esquecer que queimavam vivos, ou torturavam, cidadãos que nem se metiam com eles (há registos históricos de casos de crianças com 9 anos que foram torturadas pela inquisiçao).
 
Só hoje tive conhecimento da inauguração do monumento. Se tivesse sido antes, teria ido a Évora (moro em Coimbra) propositadamente para asistir à inauguração do referido monumento.
 
Parabéns à Camara Municipal de Évora!
 
luis lemos
 
(marcadores: Câmara Municipal de Évora inaugura monumento às vítimas da Inquisição)
 
 


Print Friendly and PDF












Fonte:    2016-10-21