Categorias









Artigos » Sociedade

Salário mínimo a 530 euros?! Agora é que os pobres vão esbanjar



Salário mínimo a 530 euros?! Agora é que os pobres vão esbanjar

António Costa entrou agora e uma das suas primeiras medidas foi aumentar o salário mínimo para os 530 euros, qualquer coisa como 25 euros.

Não faltaram as vozes a manifestarem-se contra. Há sempre vozes contra e em todos os estratos sociais. Se procurarem bem, não encontram só os mentirosos do costume e os irrevogáveis de ocasião; talvez até encontrem mesmo trabalhadores que recebem 505 euros por mês a manifestarem-se contra.
 
Bem me lembro do tempo em que foi abolida a escravatura no Brasil das vozes dos excelsos intelectuais que alegaram o caos na economia do país por causa do fim da escravatura. E também de alguns escravos!. Fica aqui uma lição: siga o seu coração e despreze com solenidade os imbecis.
 
Mas, o aumento do salário mínimo vai ter repercussões; em primeiro lugar, temo que os luxemburgueses, cujo salário mínimo ronda os 2000 euros, achem que Portugal está a fazer concorrência ao bem-estar dos seus trabalhadores.
 
Em segundo lugar, a direita portuguesa, como o sr. paulo irrevogável portas à cabeça, também terá um argumento; não irão os trabalhadores com mais estes 25 euros comprar gomas?! Ou quem sabe álcool ou tabaco?! Que horror.
 
Pergunto a mim mesmo;  nós portugueses, que nascemos num país fantástico, que mal fizemos a um qualquer deus, para estarmos a passar por estas misérias?
 
luís lemos


Print Friendly and PDF












Fonte:    2015-12-10