Categorias









Artigos » Sociedade

“Desculpem lá, mas é a vida”, diz Nuno Amado sobre os clientes roubados pelo BES



 “Desculpem lá, mas é a vida”, diz Nuno Amado sobre os clientes roubados pelo BES

 
Na medida em que o tempo vai passando, vão-se as pessoas revelando. Todas. 
 
E assim sendo, é natural que a escumalha que se agregou à volta dos bancos também se revele. Escuso sequer de relembrar o nome dos patifes e o rol de patifarias que essa gente praticou, pois todos conhecem.
 
Mas como se não bastasse o que já foi feito, há sempre mais um palpite, mais uma dica, mais uma opinião.
 
Desta vez foi Nuno Amado, presidente do BCP (pois!) que durante uma conferência de imprensa abordou o problema dos clientes do BES que foram lesados na compra de papel comercial de entidades do grupo Espírito Santo comprados ao balcão do banco, com a seguinte frase "Desculpem lá, mas é a vida".
 
Nem sequer vou aqui fazer a evocação de um cenário do que diria esse senhor se o dinheiro fosse dele. Mas "Desculpem lá, mas é a vida", tenho a certeza que certamente não seria.
 
Mas como estamos em Portugal, esse é um cenário (o de os banqueiros perderem dinheiro) impossível; os contribuintes estarão sempre lá para sustentar gente dessa natureza.
 


Print Friendly and PDF












Fonte:    2015-05-04