Categorias









Artigos » Saúde

O que é o síndrome de Irukandji?



Designa-se síndrome de Irukandji a um conjunto de sintomas que ocorre nas pessoas que no mar tem algum tipo de contacto com uma “medusa” minúscula (cubozoários). 
 
A síndrome foi assim baptizada por causa de uma tribo de aborígenes australiana que descreve, no seu folclore, uma doença inexplicável que atinge as pessoas que nadam no mar. 
 
Os sintomas que compõem esta síndrome são:
 
• Dores lancinantes que implicam a aplicação de anestesias cirúrgicas;
 
• Náusea e vómitos convulsivos;
 
• Tensão arterial extremamente alta;
 
• Sensação de desespero, provocada pela libertação da hormona noradrenalina.
 
A síndrome foi descrita pela primeira vez em 1964 pelo médico Jack Barnes, que fez a associação entre os sintomas e os cubozoários. Para provar a sua hipótese, o Dr. Barnes tocou ele próprio numa Carukia barnesi (com cerca de 2 cm de diâmetro) e teve a oportunidade de descrever em primeira mão todos os efeitos da toxina do animal. 
 
A atribuição destes sintomas aos cubozoários é clara quando se acrescenta a esta sintomatologia a presença de cicatrizes vermelhas, típicas do contacto com os tentáculos destes animais, mas nem todos os acidentes resultam em marcas visíveis após o fim dos sintomas.
 
Isto sugere que a síndrome de Irukandji possa ser a explicação para as mortes inexplicáveis que ocorrem todos os anos no Pacífico e que são normalmente atribuídas a ataques cardíacos ou afogamento.
 
(fonte: wikipédia)


Print Friendly and PDF












Fonte:    2013-02-27