Categorias









Artigos » Sociedade

Um cidadão português vai aos Correios...



Uma ida aos Correios
 
O cidadão chega à estação dos Correios do Lumiar às 9h55. Vai levantar uma carta registada. Estão oito pessoas à frente e dois funcionários (um homem e uma mulher) a atender. Uma pessoa está a subscrever um produto financeiro. O atendimento não avança. Começam a chegar mais pessoas. A fila aumenta. Dez. Doze, quinze. Os minutos passam.
 
O cidadão vem passear para o exterior. Ao fundo, há um café onde está uma funcionária. Sentada, a beber um café e a fumar. São 10h05. A fila continua a engrossar. Às 10h20 a funcionária levanta-se finalmente da mesa do café. Entra por uma porta lateral, mas fica à entrada.
 
Está a mandar uma mensagem no telemóvel e a fumar mais um cigarro. A fila chega às 20 pessoas, 25, 28. Às 10h35, finalmente, a funcionária ocupa o seu lugar. Atende um cliente. A seguir levanta-se de novo e desaparece. São 10h39. O cidadão consegue levantar a carta e vai-se embora, a pensar como é possível tanta falta de profissionalismo, de liderança e de respeito pelos cidadãos.
 
Texto de Nicolau Santos no Expresso.
 
 
(Fonte: Expresso)
 
 
 


Print Friendly and PDF












Fonte:    2013-02-23