Categorias









Artigos » Ciência

O que é um aquífero?



Um aquífero, entende-se por uma formação geológica subterrânea com a capacidade de armazenamento de água, permitindo a sua circulação de forma a que o Homem a possa extrair sem impactes ambientais negativos e em condiçõe economicamente rentáveis.

A zona onde o aquífero é alimentado, denomina-se zona de recarga.

Actividades antrópicas , ou seja, actividades provocadas pelo Homem, ao nível dos aquíferos podem originar diversas formas de poluição, como poluição física (temperatura e radioactividade) , química (metais pesados, excesso de nutrientes…) e por fim, biológica (vírus , bactérias…). Poluições estas, que irão alterar as qualidades deste recurso, tornando a água imprópria para consumo.

Existem dois tipos de aquíferos:

Aquífero Cativo : Está limitado por duas camadas impermeáveis. Neste tipo de aquíferos a pressão da água é superior à pressão atmosférica. A recarga deste aquífero faz-se através de uma zona limitada que fica em contacto com a superfície. Quando se dá a captação de água de um aquífero cativo, uma vez que esta se encontra a uma pessão superior à pressão atmosférica, subirá até igualar a referida pressão. Esta captação denomina-se ‘captação artesiana’. No caso da água atingir a superfície sob a forma de repuxo, então denomina-se ‘captação artesiana repuxante’.

Aquífero Livre : Neste aquífero apenas a camada da base é impermeável (Ex: argilas), sendo a camada superior permeável (Ex: areias). A água está à pressão atmosférica. O local onde a pressão da água no aquífero é igual à pressão atmosférica, denomina-se por superfície piezométrica ou nível freático. Neste caso, ao provocar um furo, o nível da água não sobe e corresponde ao nível de água existente no aquífero, uma vez que esta está, como se referiu, à pressão atmosférica.

Marisa Moniz 


Print Friendly and PDF












Fonte: portais ws   2009-06-04